© 2020. NUTRIDAS. Todos os direitos reservados.
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram

5 tipos de pessoas tóxicas que você deve evitar

Se tem uma coisa que pode tirar o nosso equilíbrio, são pessoas tóxicas. E infelizmente elas estão em toda parte: na família, no trabalho, na faculdade, na academia, no seu condomínio, enfim, na vida.

São seres frustrados que vivem para infernizar o caminho dos outros. E eu tenho certeza que você conhece alguém assim.


A boa notícia é que dá para identificar pessoas tóxicas de longe, basta apenas observar certas atitudes e comportamento delas.


Como qualquer algo que é tóxico precisa manter a distância, seres assim devem ser afastados da sua convivência o quanto antes, porque eles só atrapalham sua vida.


Confira agora 5 tipos de pessoas que inalam veneno por onde passam:


1- Pessoas invejosas

Já percebeu que gente feliz não enche o saco do outro? Porém, os infelizes, corra para bem longe.


Pessoas invejosas não estão satisfeita com o que tem, nem com a vida que levam. Logo, não aturam ver a felicidade alheia.


Contar alguma coisa para esse tipo de gente, nossa é um tiro no pé, a energia delas é tão negativa que os seus planos podem até dar errado.


2- Pessoas preguiçosas

Vou te confessar uma coisa, eu não suporto de gente preguiçosa. Sabe aquelas pessoas acomodadas, encostadas pelo canto, que vivem sempre esperando pelo outro.


Nunca tem atitude. E quando alguém pede para elas fazerem algo, nossa, é tanta desculpa uma mais esfarrapada que a outra.


3- Pessoas arrogantes

São aquelas pessoas que se acham donas da verdade, se sentem superiores e odeiam ser contrariadas.


Estão sempre inalando o seu veneno de soberba por onde passam. Gente assim é terrível de conviver. Fuja delas.


4- Pessoas mentirosas

Elas estão em toda parte, vivem a vida enganado os outros com suas histórias.

Prometem o céu e a terra, mas nunca se comprometem com nada.


Além de mentirosas, elas são pessoas sem caráter e sem honestidade. Nem precisa dizer que gente assim não são confiáveis né.


5- Pessoas negativas

Sabe aquelas pessoas que só vivem reclamando, nunca estão satisfeitas com nada. Reclamam do tempo, do vento, dos amigos, da família, do namoro, enfim da vida.


Colocam os outros para baixo com comentários negativos, são pessimistas e grosseiras.

Além disso, muitas vezes são seres dramáticos, vivem a vida colocando a culpa dos seus fracassos nos outros.


Há também os controladores que se acham donos da verdade e nunca enxergam o lado bom da vida.


E como lidar com esses tipos de pessoas?

O primeiro passo é se afastar, até porque gente assim não presta, e só serve para tirar nossa energia.


Mas, em alguns casos precisamos conviver com esse tipo de gente, por exemplo, alguém da família ou colega de trabalho.


A melhor forma é aprender a lidar com essas pessoas. Fale apenas o necessário, evite confrontos, jamais conte os seus planos.


Isso serve tanto para pessoas do trabalho quanto familiares. E se você tem uma mãe ou um pai tóxico, a melhor saída é conversar com eles, de forma clara e objetiva, falar na real o que está incomodando.


Já se o tóxico for seu chefe, faça o seu melhor e se chegar ao nível que não esteja mais aguentado, procure outro emprego.


Eu confesso que acredito muito no diálogo, precisamos conversar mais, mostrar o nosso ponto de vista e não ficar só aceitando as coisas.


Sabia que às vezes a pessoa é tóxica e nem percebe, já virou um hábito de reclamar, de se comparar com outro e de ser preguiçosa.


Você pode gostar também:

as vantagens de ser otimista


Em qualquer um desses perfis tóxicos todos tem um motivo, geralmente é frustração, decepção, raiva ou traços de personalidade.


Qualquer pessoa pode mudar um comportamento, basta apenas querer. E dependendo da pessoa não vire as costas. Se você gosta muito de alguém, mas ele é tóxico, tente ter empatia, chame para conversar.


Eu por exemplo, passei por várias situações com seres tóxicos na minha vida, alguns consegui ajudar, outros mandei para o espaço.


Tenho uma amiga que só vivia reclamando, nada para ela estava bom. Falava mal de todo mundo, inclusive de mim. Achava o mundo injusto e odiava a vida que levava.


Chegou ao ponto de dizer que estava cansada e preferia morrer, foi aí que eu liguei o alerta, imediatamente chamei ela para conversar, fomos à praia, pois sei o quanto ela gosta de ver o mar.


E quando chegamos lá, pedi para ela desabafar, fiquei apenas ouvindo. Aprendi que precisamos ouvir mais e falar menos.


E muitas vezes a única coisa que essas pessoas querem é ser ouvidas. Essa minha amiga chorou, me pediu desculpas e disse que ia tentar ser melhor.


Foi aí que eu falei para ela: “não tente, seja.”


Porque todos nós podemos ser tóxicos em algum momento, não somos perfeitos. Mas não podemos deixar esses sentimentos ruins afetar nossa vida.


Hoje essa minha amiga é uma das pessoas que mais ama viver, mudou de carreira, de relacionamento e vive em paz.


Em alguns casos porém, não tem jeito é fundamental manter a distância mesmo ou falar apenas o necessário.


E o mais importante se você conhece ou é assim o ideal é procurar ajudar com profissionais especializados.


Porque esse tipo de comportamento atrapalha os relacionamentos tanto pessoais quanto profissionais.

Gostou deste post? Então, compartilha.