Coronavírus: e a importância da vitamina D

Todo mundo sabe o quanto é importante ter uma alimentação saudável e praticar exercícios físicos.

Peixe é rico em vitamina D

Principalmente agora em meio à pandemia do coronavírus no qual precisamos nos alimentar ainda melhor para melhorar as nossas defesas.


Recentemente um estudo feito por cientistas da Universidade de Turim, na Itália, revelou que muitos pacientes internados por causa da covid-19 estavam com baixos níveis de vitamina D no sangue.


Com isso, começou a surgir questionamentos em torno da vitamina. Será mesmo que ela é uma aliada para a prevenção do coronavírus?


Segundo os pesquisadores, a vitamina D não é capaz de impedir a infecção pelo vírus.

Mas ela fortalece o sistema imunológico.


E o que é a vitamina D

A vitamina D é um nutriente lipossolúvel fundamental no processo de retenção do cálcio e do fósforo. Entre os benefícios:


  • Ossos, dentes, cabelos e unhas mais fortes;

  • Aumento da força muscular;

  • Diminuição de doenças como diabetes, obesidade e câncer.


Há diversos estudos que já concluíram que a vitamina pode ajudar a evitar infecções e inflamações no corpo.


Porém, não há nenhuma evidência em relação ao coronavírus.


E porque ela é tão necessária? Só para você ter uma ideia apenas 10 a 20% é a quantidade de vitamina D que absorvemos por meio da alimentação.


Os outros 80 a 90% vem do sol.


Com o isolamento social a exposição a luz solar ficou mais difícil.

E agora preciso suplementar?


De jeito nenhum, até porque os suplementos só podem ser receitados pelo médico e se a pessoa tiver alguma deficiência.


E para saber se está com alguma carência só fazendo exame de sangue.


Porém, esse não é o melhor momento para sair de casa, deixa passar a quarentena e depois vai.


O que fazer agora nesse período de isolamento é consumir alimentos ricos em vitamina D. Além de tomar sol por até 15 minutos, sem protetor solar no período das 10h ou após às 16h.


Isso é muito importante, não adianta se alimentar bem e não ir para o sol.


Eu já tive deficiência de vitamina D em 2016, e foi um período bem difícil.

Meu cabelo caia muito, as unhas quebravam com facilidade, sentia dores no corpo.


Na época eu não tomava sol, porque eu estava tratando umas manchas no rosto (melasma).


E muita gente por aí tem deficiência do nutriente e nem sabe.

Só vai perceber a partir de exames específicos, no qual nem todos os médicos solicita.

Entre os principais sintomas da falta de vitamina D: dores crônicas pelo corpo, imunidade baixa, gripes, resfriados, candidíase, diabetes, obesidade, hipertensão, unhas e cabelos quebradiços.

Por isso, se manter informada é um dos critérios para ter uma vida mais saudável.

Há quem ache que a vitamina D é só para idosos. Todos precisam, de bebê a adulto.

Tem pessoas que vivem com receio do sol e os riscos no qual ele pode provocar como câncer de pele – usam filtro solar direto.

É fato que o excesso de sol pode trazer consequências prejudicais a saúde.

Mas, tudo é questão de equilíbrio, não é para torrar no sol.

Para as pessoas sensíveis ao sol ou com história de câncer de pele na família é melhor não se expor e conversar com um médico antes.

Entre as pessoas que precisam ficar mais atentas:

  • Gestantes e lactantes;

  • Obesos;

  • Pessoas acamadas;

  • Pessoas com distúrbios alimentares;

  • Idosos;

  • Pessoas com doenças musculoesqueléticas como por exemplo, osteoporose, raquitismo e osteopenia;

  • Pessoas com pele escura;

  • Mulheres na menopausa;

  • Pacientes com doença renal crônica.

Quais os alimentos contém vitamina D

  1. Leite e os derivados; iogurte, queijo e manteiga,

  2. Peixes; salmão, atum, sardinha

  3. Gema de ovo;

  4. Óleo de fígado de bacalhau

  5. Ostra;

  6. Carne de boi;

  7. Fígado de galinha.

E os vegetarianos

Nesse caso além de se expor ao sol é preciso suplementar, pois a vitamina D só está presente em alimentos de origem animal.

Qual idade para se preocupar com a vitamina D

Desde que nascemos. É uma ilusão pensar em se cuidar apenas na velhice.

Afinal, um solzinho de leve não faz mal a ninguém.

Quando devo tomar suplemento

Suplemento de vitamina D

Apenas em casos de deficiência. E isso pode afetar crianças, adolescentes, adultos e idosos.

Os suplementos de vitamina D pode ser encontrados em farmácias, lojas de produtos naturais e na internet.

Podem ser manipulados em cápsulas, comprimidos ou gotas. Mas, lembre-se você só pode tomar com receita médica é perigoso tomar suplemento se não tiver nenhuma carência.

A melhor forma de absorver a vitamina D é se alimente bem, ir para o sol diariamente e ter uma vida saudável.

Gostou deste post? Então, compartilha. Se ficou alguma dúvida deixe seu comentário.

 © 2020. NUTRIDAS. Todos os direitos reservados.
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram