© 2017- 2019  NUTRIDAS. Todos os direitos reservados.
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Wix Facebook page
  • Wix Twitter page

Minimalismo mais que um estilo de vida

08.01.2019

Atualmente, muita gente tem falado sobre o minimalismo, mas poucas pessoas sabe o que ele significa. Ser minimalista é você desapegar, parar de acumular coisas desnecessárias e usar apenas o que te faz feliz. Ou seja, é se livrar dos excessos, nada mais.

 

Há quem pense que para ser minimalista é necessário morar numa casa vazia, sem decoração, e vestir apenas preto ou branco. Mas isso não tem nada a ver com o minimalismo. Você pode ter um lar colorido usar as roupas que quiser e ainda sim, ser minimalista. 

O minimalismo é ter o suficiente, não precisa de mais nem de menos, somente o que te faz bem. E para quem pensa que tem a ver só com roupas ou estética, está enganada, ele se aplica em tudo na nossa vida: alimentação, relacionamentos, vida profissional e pessoal. Ser minimalista é priorizar o que de fato é importante e descartar o que tira sua energia e seu tempo.

 

A primeira atitude a fazer é identificar qual é o problema e porque você acumula tantas coisas? Eu por exemplo, estou aplicando a filosofia minimalista em várias áreas da minha vida desde 2017. Quando era mais jovem, consumia tudo o que via pela frente, gastava todo o meu dinheiro com roupas, sapatos e bolsas.

 

E no final das contas, vivia lisa. Era uma vida cheia de dívidas, e um guarda-roupa repleto de coisas desnecessárias. Queria muito me livrar desse consumismo, mas não tomava uma atitude, além disso, eu trabalhava em shopping, então estava por dentro de todos os lançamentos da moda.

 

Foram anos assim, até que um dia me organizei, larguei a vida de vendedora e fui me dedicar ao jornalismo. Passei a não ir com frequência em shopping, e dessa forma, consegui economizar. Porém, eu ainda acumulava muita coisa, foi quando decidi doar, vender e reciclar, para mim foi uma das melhores coisas que fiz na vida, aconselho você a fazer o mesmo, é libertador. 

 

No minimalismo ter menos te traz mais liberdade, tempo e, sobretudo, dinheiro. Hoje eu priorizo bens que vale a pena, isso não dizer que eu não compro mais, pelo contrário ainda faço minhas comprinhas, mas só o necessário. E vamos combinar ninguém precisa de milhares de sapatos, bolsas ou biquíni, se estiver com muito dinheiro sobrando, tudo bem. Mas, caso não esteja, dois pares é o suficiente. Gaste seu dinheiro com utilidades para sua vida.

 

Se você quer adotar o minimalismo, a primeira coisa é mudar os hábitos, parar de acumular, fazer doações e ter novas atitudes. Quando bater aquela vontade de comprar algo, avalie se realmente há necessidade, se vai trazer benefícios, se a resposta for sim, compre! Senão, poupe seu dinheiro.

 

O minimalismo não acontece do dia para noite é um processo gradual, aos poucos. É muito mais uma questão de consciência consigo mesma, e entender que o que  importa é a qualidade e não a quantidade. Muita gente ainda acha que para ser minimalista precisa ser vegana, produzir os próprios alimentos e os cosméticos, mas isso não tem nada a ver. Você pode adotar a filosofia minimalista e não precisar fazer nada disso.

 

Óbvio que depois de um tempo, há uma preocupação natural com a alimentação, o meio ambiente, e nesse caso a pessoa começa a querer mudar esses hábitos. Mas isso é espontâneo, não é uma imposição. Outro tabu é pensar que para ser minimalista precisa se privar das coisas para sempre.

 

E não é, a questão é se livrar dos excessos, e trazer para sua rotina tempo, energia e espaço para o novo. O que não pode, nem deve é comprar por impulso ou por questões emocionais. Isso sim, é ruim para sua saúde mental, para seu equilíbrio e principalmente para seu bolso. Adotar o minimalismo é algo transformador, que vai valer muito a pena, pois ter uma vida com menos é certeza de mais felicidade.

 

Ei, gostou do post? Compartilha com os amigos, deixe seu comentário.

Artigo relacionado:

 

8 dicas para melhorar sua vida em 2019

 

Please reload