• Wix Facebook page
  • Wix Twitter page

Velha demais: idade é apenas um número

06.03.2019

Ultimamente eu tenho refletindo muito sobre a idade, acho que é porque o meu aniversário está chegando e eu estou ficando mais experiente, kkk. Passa um filme na minha cabeça de quantas coisas eu vivi e deixei de viver por conta dos outros.

 

Quando eu era adolescente achava que as mulheres de 30 anos eram velhas demais, que tinham que estar casadas e financeiramente estabilizadas.

 

Pura bobagem, as pessoas não vem com um manual de instruções, tem que ser assim ou assado. Não há regras para isso, são apenas imposições da sociedade machista que rotula as mulheres o tempo todo. 

Envelhecer é algo inevitável, não tem para onde correr, mas são suas escolhas que vão te definir. Pessoas que buscam ter uma alimentação equilibrada, praticam exercícios físicos, cuidam da pele e da mente envelhecem com mais qualidade de vida.

 

Porém muitas mulheres se acham velhas demais para fazer determinadas coisas e esquecem algo tão importante, que a idade é apenas um número.

 

Eu por exemplo, só fui aprender matemática aos 30 anos, e quer saber foi uma das melhores decisões que tomei na minha vida. Sempre fui uma aluna péssima com cálculos.

 

Mas depois que eu perdi um emprego no qual eu queria muito, por não saber matemática, fui atrás de um professor particular, e aprendi. Nunca é tarde para alcançar seus objetivos.

 

A partir do momento que a pessoa decide parar de se comparar com os outros, perder tempo, sair da posição de vítima e ser responsável pelo o próprio futuro, tudo muda.

 

E ainda há tantas outras coisas que eu quero fazer; aprender a tocar violão, falar francês, viajar o mundo e não me acho velha para nada. Conheço pessoas que se formaram aos 60 anos, se realizaram e são super felizes.

 

Vou te contar uma história de superação da minha amiga, Carol, ela sempre quis ser ciclista..... e aos 35 anos aprendeu a andar de bicicleta. Atualmente, participa de maratonas no Brasil todo, agora imagina se ela fosse se preocupar com a opinião dos outros ou com as próprias crenças limitantes.

 

Não existe idade para realizar os seus sonhos, não se limite por nada. O que ocorre é que às vezes ficamos paralisadas no tempo, é o medo do desconhecido, algo normal até porque tudo que é novo dar receio mesmo e daí, continua. 

 

É preciso enfrentar e partir para cima rumo aos seus objetivos, porque não há sensação melhor do que de ter superado as inseguranças. Por isso, nunca é tarde para recomeçar, seja lá o que você quiser: andar de cavalo, dançar, aprender a nadar, dirigir ou escrever um livro. 

 

Não importa se você tem 30, 40 ou 50 anos, faça sempre o que deseja, não dê ouvidos aos julgamentos alheios, viva sua vida. Você com certeza já viu na TV alguma reportagem falando de idosos que sempre quiseram pular de paraquedas e só realizaram o sonho aos 70 ou 80 anos, isso é maravilhoso.

 

Essas pessoas não se importaram com as limitações, nem o que vão falar delas, simplesmente foram atrás dos seus sonhos.

 

Há muito preconceito, vivemos em uma sociedade machista, que impõe regras o tempo todo. As mulheres são as que mais sofrem com estereótipos, quem nunca ouviu alguém dizer, “ela é velha demais para usar saia curta”, e para piorar muitos desses comentários maldosos são de outras mulheres.

 

Logo, muita gente deixa de viver a vida, usar o que gosta por causa de padrões ou preocupada com o que outros vão falar. Sinceramente é a coisa mais estúpida que alguém pode fazer. 

 

A partir do momento que você desencana e passa a perceber que sua vida é muito mais importante que a opinião dos outros, o resto é irrelevante. É preciso se conhecer, ter autoestima, se libertar dessas amarras de idade.

 

O primeiro passo é não se julgar, nem tampouco julgue os outros. Existem tantos comentários desnecessários por aí, por exemplo, “a mulher tem que casar e ter estabilidade financeira antes dos 30 anos. Gente, quem ditou isso? São só padrões exigidos pela sociedade.

 

Se uma mulher encontra alguém bacana antes dos 30 anos para casar, ótimo, senão encontrar, tudo bem. Ter uma carreira sólida é maravilhoso, todo mundo quer, mas não há um limite de idade para isso.

 

Portanto, o meu conselho é, viva, faça tudo que quiser, pense no quanto de tempo de vida tem pela frente e jamais deixe de fazer o que gosta por se achar velha, porque idade é apenas um número.

Ei, se você gostou deste post, compartilhe, deixe seu comentário.

 

 

 

Please reload