• Wix Facebook page
  • Wix Twitter page

Anemia: tudo o que você precisa saber

25.03.2019

Sabe aquela fadiga, tontura e falta de apetite que não passa? Você vai ao médico, faz exames, imagina qualquer outra doença, menos anemia.

 

E quando descobre toma um baita susto. Muitas vezes não relacionamos os sintomas da síndrome com problemas no sangue. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), a anemia está relacionada a uma baixa concentração de hemoglobina no sangue.

 

Com isso, há uma diminuição da capacidade de transportar oxigênio. A hemoglobina é responsável em nosso sangue pelos glóbulos vermelhos e pelas hemácias. 

Foto: Pixabay

Existem diversas causas de anemia. Porém, a mais comum é a ferropriva – causada pela deficiência de ferro, um nutriente fundamental que atua principalmente na fabricação das células vermelhas do sangue.

 

Todas as pessoas podem desenvolver anemia, principalmente; crianças, gestantes e mulheres em fase de reprodução. Há diversas classificações para a anemia, ela pode ser hereditária, no qual a pessoa já nasce com a síndrome.

 

E a anemia adquirida que pode surgir a qualquer momento da vida. Na anemia hereditária ocorre por alterações genéticas na fabricação do glóbulo vermelho.

 

Diferente da anemia adquirida, que surge pela carência de nutrientes, alterações na medula óssea ou por outras doenças. Pessoas que tem deficiência de vitamina B12, falta de ferro no sangue, leucemia, insuficiência renal e alterações na tireoide estão mais vulneráveis a desenvolver anemia. Os tipos de anemia:

 

Anemia ferropriva

É um tipo de anemia ocasionado pela deficiência de ferro, levando à uma diminuição da produção, tamanho e teor de hemoglobina dos glóbulos vermelhos.

 

Anemia por falta de produção dos glóbulos vermelhos

Ocorre pela falta de nutrientes, como por exemplo, o ferro. Mas pode aparecer também por problemas na medula óssea, pela insuficiência dos rins, doenças inflamatórias e autoimunes.

 

Anemia por deficiência de vitamina B12

Nesse caso há pouca quantidade de hemácias devido a carência da vitamina B12 no organismo. Além do ácido fólico, logo são chamadas de anemias megaloblásticas ou perniciosa. Vegetarianos e veganos estão mais susceptíveis a desenvolver esse tipo de anemia, já que eles não comem nada de origem animal.

 

Anemia causada por outros tipos de doenças

Existem patologias que podem afetar a capacidade do corpo de fazer glóbulos vermelhos. Por exemplo, pessoas com problemas renais e que fazem quimioterapia correm o risco de desenvolver anemia.

 

Anemia por perda de sangue em excesso

Pessoas que sofreram algum tipo de acidente grave ou quadros de hemorragias intensas podem surgir anemia. Por exemplo, mulheres que tem menorragia – menstruação excessiva, hemorroidas e câncer de intestino.

 

Sintomas da anemia

Tontura, fadiga, mãos e pés frios, falta de ar, palidez na pele, olhos amarelados, falta de apetite, dificuldade para se concentrar, dor de cabeça e dor no peito. Para confirmar o diagnóstico é fundamental procurar um médico, realizar exames de sangue – um hemograma completo.

 

O tratamento da anemia vai depender sempre da causa.

Anemia ferropriva, o tratamento dessa anemia são a base de suplementos de ferro, passado pelo médico e mudanças na dieta. Já na anemia por deficiência de vitamina B12, são indicados suplementos, principalmente, para os vegetarianos e veganos.  

 

Há casos em que o organismo não absorve a vitamina B12, para isso, existem injeções da vitamina. É preciso conversar com um especialista para ver qual o melhor tratamento. Anemia aplástica, o tratamento para esse tipo de anemia é feito por meio de transfusões de sangue para aumentar os níveis de glóbulos vermelhos.

 

Anemia tem cura?

Sim, tem, principalmente as mais comuns como a falta de ferro e vitamina B12, com algumas mudanças na dieta já resolve o problema. Já na anemia relacionada por causa de outras doenças, é necessário um tratamento mais específico. Na hereditária é preciso tratar constantemente.

 

A anemia se não for tratada de imediato pode trazer diversos problemas à saúde: cansaço excessivo no qual pode atrapalhar tarefas simples do dia a dia, complicações na gravidez, parto prematuro, arritmia cardíaca e até morte. 

 

Há diversos alimentos ricos em nutrientes que ajudam a prevenir a anemia: espinafre, couve, alface, fígado de boi, carne, feijão preto, banana, melão, mamão, abacaxi, repolho, laranja, quiabo, manga, beterraba, brócolis, tomate, ovo, peixe, lagosta, ostra e aveia. Além do leite, iogurte e queijo.

 

Ei, se você gostou deste post, compartilha, deixe seu comentário.

Artigos relacionados: 

 

8 alimentos que ajudam a ter mais disposição

 

7 motivos para você incluir tomate na sua alimentação

 

 

 

 

Please reload

 © 2020. NUTRIDAS. Todos os direitos reservados.
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram